De você levei porrada

Fui ofendida

Fui humilhada

Enquanto me maltratavas

Eu sofrida

Ainda te amava.

Agora fico pensando

Quantas loucuras eu fiz

Por um amor puro e sincero

Que sem mais você não quis.

Hoje você me pergunta

O porquê de tanta indiferença

Pensei ter acordado de um sonho

Que pensei ser amor

Mas na verdade era doença.

Pensei ter acordado tarde

Para uma vida que contigo não vivi

Descobri que amar não é dar porrada

E não é preciso ser humilhada

Pra sentir-se mulher e amada.

Clique na figura
envie sua mensagem



 

Desde 25.05.2005,
Número de Visitas

Home

Direitos autorais registrados®

Voltar

Menu

Fale Comigo

Google
 
Web www.simplesmente.poeta.nom.br