Meus dedos deslizam

Entre os fios sedosos

De seus cabelos

Enquanto meus olhos

Bebem do vício

De seu olhar

De um verde esperança

Nessa busca incansável

De te amar.

Seus lábios

Fonte de meus pecados

Meta dos meus desejos

Em seu corpo eu me encontro

Outrora...

Também me perco.

Não posso mais negar

Vivo o teu amor imaginar

Eu vivo!

E apenas vivo!

Vivo!

Por te sonhar...
 


 

Clique na figura
envie sua mensagem



 

Desde 25.05.2005,
Número de Visitas

Home

Direitos autorais registrados®

Voltar

Menu

Fale Comigo

Google
 
Web www.simplesmente.poeta.nom.br