Velho amigo trem de ferro

Quando fores a Minas

Levando em tua bagagem

O coração de um certo menino,

Não se esqueça velho amigo

De também levar contigo

Esse coração de menina.

Não deixe que na estação

Ao toque de seu sino

Esse pobre coração

Venha ficar sem seu menino.

Arrume um jeitinho, velho amigo

Desses que tu bem sabes, matreiro

Permitindo assim, companheiro

Unir-me a ele por toda eternidade

E quando tu plantares o coração do menino na colina

Eu que serei sempre menina

Ajudarei ao amigo sol

As raízes dele, em Minas fincar

Mas se não for esse o meu destino

De permanecer junto ao meu menino,

Por favor não me faça chorar,

Partas tu então sozinho

Deixando na estação um cantinho

Onde eu possa, morrendo de saudades

A volta dele aguardar.

 

*****
 

Clique na figura
envie sua mensagem



 

Desde 25.05.2005,
Número de Visitas

Home

Direitos autorais registrados®

Voltar

Menu

Fale Comigo