Veja que menina sapeca

É a minha Priscilinha

Desde pequena era curiosa

E me enchia de perguntinhas.

Perguntava tanto, a menina

Que já não sabia o que dizer

E pensava comigo mesma:

Ela será repórter quando crescer.

Certo dia, Priscilinha

Vendo as fotos do meu casamento

Desabou em tremendo choro

Querendo que a explicasse

Por que não comeu do bolo.

Hoje ela rir das histórias contadas

E é menos perguntadeira

É tão lindo vê-la de branco

Na profissão de enfermeira.

Tenho muito a agradecer

Pelas riquezas que Deus me deu

Minhas filhas Daniele e Priscilla

No dia em que nasceu.
 


 


 

Clique na figura
envie sua mensagem



 

Desde 25.05.2005,
Número de Visitas

Home

Direitos autorais registrados®

Voltar

Menu

Fale Comigo