Sou tal qual ave errante

No azul sem dimensão

Sou fruto fora de época

E verão fora de estação

 

Sou a lágrima sem ser choro

E dia em pleno anoitecer

Sou perfume sem essência

Sou flor sem florescer

 

Sou aquilo que não sinto

Eternizando-me neste simples escrever

Sou partida no momento da vida

Sou vida sem querer viver...



 

 

Clique na figura
envie sua mensagem



 

Desde 25.05.2005,
Número de Visitas

Home

Direitos autorais registrados®

Voltar

Menu

Fale Comigo

Google
 
Web www.simplesmente.poeta.nom.br