Faço as viagens mais longas

Transporto-me a lugares distantes:

Vou à Guerra

Sou a Guerra.

Chego próximo à fome,

Eu sou a fome.

Desarmo-me com o pranto,

Sou a lágrima,

Sou a dor,

Também sou o canto

Daquele que sorrir e do riso se encanta.

Transporto-me,

Sou a infância

Sou a criança

Adolescente, irradiante.

Sou mulher e da poesia sou amante.

Amo, amo e te chamo

Sou a fala que se cala

Sou a festa,

Sou o céu

E a teu lado vou ao léu.

Transporto-me em fantasias

Audaciosas

Singelas ou cruéis

Pelo simples fato

De compor poesias.
 


 

 

 

Clique na figura
envie sua mensagem



 

Desde 25.05.2005,
Número de Visitas

Home

Direitos autorais registrados®

Voltar

Menu

Fale Comigo