Nádya Haua
 

     

 

Estou no barco

Um barco branco

Amplo, firme

De velas soltas, apagadas,

Que não inspiram confiança, segurança

Sem esperança.

Sinto medo, mas, estou no barco

No meio do mar

No meio da noite

No meio de mim,

Escura

In (pura).

Estou no mar de ondas calmas

Num marolar de paz

Com brisas suaves,

Frias, congelante, angustiante.

Sinto frio e, aqui dentro um vazio.

No meio do mar

No meio da noite,

No barco embarco e,

Viajo...

Te busco, te grito,

Em pensamento, meus momentos...

Te revivo, te recrio, te creio, te anseio, te desejo

Calor, teus beijos.

Te vejo no cais

No porto

Um porto seguro,

Mergulho em mim

Sem fim.

Te busco, te pego, te tomo em meus escombros,

Te vejo, te sinto no desejo de te ter

No porto

Meu porto,

Você!

     

Clique na figura
envie sua mensagem



 

Desde 25.05.2005,
Número de Visitas

Home

Direitos autorais registrados®

Voltar

Menu

Fale Comigo