Uma parte chora
A outra sorrir
Uma implora para ficar

E a outra quer partir.

Uma parte se doa
A outra renega
Uma implora clemência

E a outra se entrega.

Uma parte acredita
A outra totalmente descrente
Uma parte é verdadeira

E a outra mente, descaradamente.

São partes tão desiguais
Que acabam dando certo
Tão certo quanto à esperança

De água abundante no deserto...

12/08

 

 

Clique na figura
envie sua mensagem


 

Desde 25.05.2005,
Número de Visitas

Home

Direitos autorais registrados®

Voltar

Menu

Fale Comigo

Google
 
Web www.simplesmente.poeta.nom.br