Filha querida, minha vida

De dias e dias sofridos

Rogo a Deus, Senhor Bendito

Que possa sempre te proteger...

 

Pai querido Te imploro

De joelhos Te clamo

Ponha amor dentro do peito

Daquela que tanto amo...

 

Os dias estão sendo rudes, bem sei

Vivencio dores e desolação

E por isso não entendo

Por que ela, filha querida

Lança à própria mãe tanto ódio e maldição...

 

Vejo em meu rosto o puro desgosto

Marcas que não consigo esconder

Ansiei tanto por um filho

Mas não imaginava o tanto que ia sofrer...

 

Hoje sinto falta dela na família

Pois meu lar sempre foi o seu lar

No entanto virou-me o rosto

Pedindo para lhe ignorar...

 

Pai do céu Te imploro

Abençoe minha filha querida

Não a abandone, pois está perdida

Esqueceu o que é amar...

 

Ilumine Senhor

Minha pobre filha

Àquela que tanto amo

E por quem jamais pensei

Derramar tanto o meu pranto.

 


 

 

Clique na figura
envie sua mensagem


 

Desde 25.05.2005,
Número de Visitas

Home

Direitos autorais registrados®

Voltar

Menu

Fale Comigo

Google
 
Web www.simplesmente.poeta.nom.br