Há um Cristo no ar...

No pobre que bate à tua porta

Naquele que é fraco

Sofrido

No infeliz

E deprimido.

Há um Cristo no ar...

No doente

No carente

Nos que se sentem sozinhos

Naqueles que choram baixinho.

Há um Cristo no ar...

No homem marginalizado

Embriagado

Jogado nas esquinas da vida

Nos inocentes e desamparados.

Há um Cristo no ar...

Naquele que rouba para a fome matar

Nas lágrimas sentidas

Nas doenças

Nas feridas

Há um Cristo no ar...

No revoltado e sem alento

Nos presidiários

Nos detentos

No descrente que não mais implora.

Há um Cristo no ar...

Que por nós

Em silêncio chora.

 

Clique na figura
envie sua mensagem



 

Desde 25.05.2005,
Número de Visitas

Home

Direitos autorais registrados®

Voltar

Menu

Fale Comigo