Nádya Haua

Poesia premiada no Concurso de poesias promovido
pela Biblioteca Municipal do Estado do Rio de Janeiro
XXVI Ciranda de Poesias - Prefeitura do Rio - Secretaria das Culturas
30.10.2005
Veja fotos abaixo



 

 

Sou instante

Outrora momento

Sou insana

Outrora pensante

Sou do mar, a calmaria

Sou aquela que na escrita exalta todas as “Marias”.

Sou o vento que refresca

Sou a seca que assola

Sou mendiga de uma vida

Que ao amor, esmola.

Sou a fala, o silêncio

Sou tristeza, encantamento

Brisa fresca, temporal

Alma clara de menina

Corpo e fêmea escultural.

Sou o pouco, o bastante

Sendo nada e tudo mais

Na verdade estou perdida

Simples barco à deriva

A procura de um cais.
 



 

Diploma
XXVI Ciranda de Poesias - Prefeitura do Rio - Secretaria das Culturas
30.10.2005

 

Poetisa Nádya Haua com o troféu
XXVI Ciranda de Poesias - Prefeitura do Rio - Secretaria das Culturas
30.10.2005

 

Clique na figura
envie sua mensagem



 

Desde 25.05.2005,
Número de Visitas

Home

Direitos autorais registrados®

Voltar

Menu

Fale Comigo