Pequenino e barrigudo

pernas grossas quase tortas,

peito empinado, que engraçado,

não posso me controlar

e sorrio, recordando seu olhar.

Um olhar meio louco,

indecente,

um olhar que me deixa nua simplesmente,

esses pés descalços, machucados

por muito mal, bola jogar.

É desse jeito,

desse rosto marcado,

de risos dobrados, simples, não forçados,

que eu gosto de olhar.

Esse jeito em teu falar

A mão, de leve, nos cabelos tocar

Foi desse jeito...

Desse jeito...

Que aprendi a te amar.

 


 


 

 

Clique na figura
envie sua mensagem


 

Desde 25.05.2005,
Número de Visitas

Home

Direitos autorais registrados®

Voltar

Menu

Fale Comigo

Google
 
Web www.simplesmente.poeta.nom.br


Página melhor visualizada com Internet Explorer 4.0 ou superior - 1024x768
Copyright© Simplesmente Poeta - Todos os direitos reservados -
Política de Privacidad