Deixarei

que vasculhe minha alma

e nela possa encontrar

o verdadeiro motivo

dessa minha loucura em te amar.

Deixarei que invada

minhas artérias

minhas entranhas

minhas veias

e perceba em meu coração

as antigas e velhas teias.

Deixarei que percorra

as esquinas do meu pensamento

e nelas, possa encontrar-se com o amor

que arde em meu peito,

que sangra e faz doer,

que grita,

chora,

implora,

Mas, que tanto finge em não ver...

 

 

 

03/1978

 

 

Clique na figura
envie sua mensagem


 

Desde 25.05.2005,
Número de Visitas

Home

Direitos autorais registrados®

Voltar

Menu

Fale Comigo

Google
 
Web www.simplesmente.poeta.nom.br


Página melhor visualizada com Internet Explorer 4.0 ou superior - 1024x768
Copyright© Simplesmente Poeta - Todos os direitos reservados -
Política de Privacidade