Como é triste fitar

Os olhos negros do luar

Majestoso em sua imensidão

Convidando-me a sonhar...

Como é triste sentir

O leve e doce tocar

Do vento morno em minha pele

E ninguém para amar...

Como é triste sentir

Saudades do que não se tem

Saudades do que já se perdeu

E que é lembrado como um simples alguém...

Como é triste ver o pôr-do-sol

Consumido pelo mar

Como é triste morrer lentamente

Sem ter forças para lutar...

Como é triste essa noite

Essa noite sombria de luar

Como é triste minha vida

De amar o que não se pode amar...



 

 

Clique na figura
envie sua mensagem



 

Desde 25.05.2005,
Número de Visitas

Home

Direitos autorais registrados®

Voltar

Menu

Fale Comigo

Google
 
Web www.simplesmente.poeta.nom.br