Não entendo teu prazer idiota

De agir como anormal

Fazes besteiras

Dizes ofensas

Justamente a quem te é leal...

 

A amizade é um bem

E feliz de quem dela se farta

Só não consigo entender

Por que aos amigos, maltratas...

 

Sinto tanto por ti

A quem sempre dediquei meu carinho

Sinto muito informar

Que terminará teus dias, sozinho...

 

Olhe ao seu redor e veja

As sementes amargas

Que plantaste em teu caminho

Tiveste nas mãos “terras boas”

Mas, certamente colherá teus espinhos.

 

 

Clique na figura
envie sua mensagem


 

Desde 25.05.2005,
Número de Visitas

Home

Direitos autorais registrados®

Voltar

Menu

Fale Comigo

Google
 
Web www.simplesmente.poeta.nom.br